Zortéa: Estiagem faz surgir destroços do caça que caiu no lago da usina Machadinho em 2012

Zortéa: Estiagem faz surgir destroços do caça que caiu no lago da usina Machadinho em 2012

Zortéa – Destroços do caça da Força Aérea Brasileira (FAB), modelo A-1 (AM-X), que em 2012 caiu no Lago da Usina Hidrelétrica de Machadinho começaram a aparecer esta semana, em razão da estiagem que há meses afeta a região e baixou o nível dos rios.

Fotos feitas mostram parte do avião e de uma turbina, nas proximidades da margem do Rio Pelotas, na localidade de Volta Grande, interior de Zortéa, na divisa com o Rio Grande do Sul.

O acidente

O acidente aconteceu em 06 de dezembro de 2012, com um AM-X que estava em treinamento e havia saído da Base Aérea de Santa Maria. Na divisa entre Rio Grande do Sul e Santa Catarina, a aeronave teria se chocado contra a fiação de uma torre de alta tensão, que ligava a usina de Machadinho à subestação de Campos Novos, por volta das 10h.

O caça caiu em meio a árvores e abriu uma clareira com mais de 600 metros. Parte dos destroços ficou na mata e outra caiu nas águas do lago, numa área de aproximadamente dois mil metros.

O piloto, capitão aviador, André Ricardo Halmenschlager, estava sozinho no avião e faleceu no acidente.

 

Fonte: Marcelo Pacheco Rádio Poatã/Jornal Bom Dia
Foto: Marcelo Pacheco Rádio Poatã/Jornal Bom Dia