Servas de Maria Reparadora lembram o dia de Nossa Senhora das Dores padroeira do Hospital de Capinzal

A igreja católica celebra nesta terça-feira, dia 15, a festa em honra de Nossa Senhora das Dores, padroeira do Hospital Nossa Senhora das Dores. Trata-se de uma solenidade cristã, celebrada especialmente pela Congregação das Servas de Maria Reparadora.

Nossa Senhora das Dores, também chamada de Nossa Senhora da Piedade, Nossa Senhora da Soledade, Nossa Senhora das Angústias, Nossa Senhora da Agonia, Nossa Senhora das Lágrimas, Nossa Senhora das Sete Dores, Nossa Senhora do Calvário, Nossa Senhora do Monte Calvário, Mãe Soberana e Nossa Senhora do Pranto, invocada em latim como Beata Maria Virgo Perdolens ou Mater Dolorosa (sendo, sob essa designação, particularmente cultuada em Portugal), é uma forma pela qual é venerada Maria (mãe de Jesus).

A irmã Adelaide Frigo, que administra o hospital desde 2012, lembra e destaca a data revelando quais foram as setes dores de Maria, que originou a denominação: Nossa Senhora das Dores:

As sete dores de Maria:

1ª Dor: Maria acolhe, com fé, a profecia de Simeão, 2ª Dor: Maria foge para o Egito com Jesus e José, 3ª Dor: Maria procura Jesus perdido em Jerusalém, 4ª Dor: Maria encontra-se com Jesus no caminho do Calvário, 5ª Dor: Maria permanece junto à cruz do seu Filho, 6ª Dor: Maria recebe nos braços o Corpo de Jesus deposto da cruz e a 7ª Dor: Maria leva ao sepulcro o Corpo de Jesus à espera da ressurreição.

Fonte: Rádio Barriga Verde
Foto: Rádio Barriga Verde