Programa de combate à Dengue de Capinzal concluiu vistorias no Loteamento Parizotto

O intuito foi vasculhar objetos que acumulam água e potenciais criadouros de larvas do inseto

A secretaria de Saúde de Capinzal concluiu o trabalho de varredura no raio de 300m no entorno do ponto onde foi encontrado o segundo foco do mosquito da Dengue, no loteamento Parizotto, em Capinzal. De acordo com a coordenadora do programa de Combate à Dengue em Capinzal, Lediane Toscan, o trabalho foi realizado de 14 a 29 de novembro e envolveu profissionais dos ESF’s Parizotto, São Luiz e Agentes Comunitários de Saúde. Toscan reitera que as ações desenvolvidas foram conforme determinam instruções do Ministério da Saúde. 

Capinzal – A secretaria de Saúde de Capinzal concluiu o trabalho de varredura no raio de 300m no entorno do ponto onde foi encontrado o segundo foco do mosquito da Dengue, no loteamento Parizotto, em Capinzal. De acordo com a coordenadora do programa de Combate à Dengue em Capinzal, Lediane Toscan, o trabalho foi realizado de 14 a 29 de novembro e envolveu profissionais dos ESF’s Parizotto, São Luiz e Agentes Comunitários de Saúde. Toscan reitera que as ações desenvolvidas foram conforme determinam instruções do Ministério da Saúde.

O intuito foi vasculhar objetos que acumulam água e potenciais criadouros de larvas do inseto. “Parece que não, mas qualquer coisa pode virar um depósito. Por isso a gente pede a participação e apoio da comunidade para que a gente tenha êxito nessa luta contra o Aedes Aegypti”, explica.

Segundo ela,com a chegada do Verão o período fica mais crítico. “São focos isolados, mas para evitar problemas futuros, a gente vem trabalhando com a prevenção”, completa. Conforme a coordenadora do programa, os profissionais do ESF Parizotto, ESF São Luiz e agentes de saúde foram essenciais para que o trabalho fosse realizado com êxito e tempo hábil.

Outra preocupação, também, é para o surgimento de animais peçonhentos, como cobras, aranhas e escorpiões. Ela reforça que é importante e necessário que terrenos sejam mantidos limpos, bem como ao redor das casas para evitar a aproximação desses animais.

Fonte: Rádio Barriga Verde
Foto: Rádio Barriga Verde