Procura pelo Centro de Triagem da Covid-19 em Capinzal é intensa; médica explica

Procura pelo Centro de Triagem da Covid-19 em Capinzal é intensa; médica explica

Capinzal – É intensa a procura pelo Centro de Triagem da Covid-19 em Capinzal que desde o último domingo passou a funcionar junto ao Centro Educacional Prefeito Celso Farina. Somente nesta segunda-feira (27) foram realizados 106 atendimentos presenciais de pacientes com suspeita ou sintomas de coronavírus.

De acordo com a médica do Centro de Triagem, Andréa Araújo, à medida que os pacientes chegam eles passam por uma triagem inicial que afere temperatura, saturação de oxigênio, entre outros. Já quando o paciente apresenta febre ou dispneia (falta de ar), ele passa na frente dos demais.

“As pessoas acham que tem passado pacientes na frente, mas não, a prioridade para atendimento é para quem está com sintomas como febre, dispneia. Não podemos tratar todo mundo de igual para igual simplesmente dando remédio, dando atestado e mandando embora. Há consultas que exigem mais atenção, por exemplo de pacientes com comorbidade, nesses casos as consultas acabam demorando um pouco”, explica a médica.

De acordo com ela são planilhas e formulários que precisam ser preenchidos, uma vez que todo procedimento tem que estar documentado. “Os pacientes encaminhados por outros órgãos passam por outra triagem, ala separada, somente para fazer a coleta”, completa.

Entretanto, a médica reitera que o Centro de Triagem tem conseguido atender até três vezes mais o número de pacientes do que no início das atividades. “Há casos de famílias onde seis a sete pessoas na casa foram atendidas. Nós estamos tentando o nosso máximo, com equipes, dentro do possível, mais estruturadas. A dificuldade é de encontrar médicos para fazer mais plantões, mas a gente tem que trabalhar com o que tem”, finaliza ao pedir a compreensão e colaboração das pessoas para a logística do serviço prestado.

 

Fonte: Rádio Barriga Verde
Foto: Rádio Barriga Verde