Presidente do Sindicato dos Comerciários revela que em três meses 400 mil trabalhadores foram demitidos em SC

A pandemia do corona vírus que está assolando o mundo, e por conseguinte o Brasil e nossos municípios, atinge diretamente os postos de trabalhos de modo em geral. De acordo com o IBGE, 12.428 milhões de pessoas estavam desempregadas na quarta semana de junho, 675 mil a mais que na semana anterior. Já na comparação com a primeira semana de maio, o contingente de desempregados no país aumentou em cerca de 2,6 milhões de pessoas – uma alta de 26% no período em sete semanas. A população ocupada passou de cerca de 84 milhões para 82,5 milhões – uma queda de cerca de 1,5 milhão em uma semana.

O Sindicato dos Empregados no Comercio de Joaçaba e região, continua amparando os trabalhadores, mesmo em meio a pandemia, é claro, tomando todos os cuidados para evitar a proliferação do vírus. O presidente do Sindicato dos Empregados no Comercio de Joaçaba e Região Edson da Mim, revela a equipe de trabalho teve de se adequar aos decretos de isolamento e o horário de atendimento foi reduzido.

Ouça:

Edson avalia os impactos da Medida Provisória 936/2020 que institui o Programa Emergencial de Manutenção do Emprego e da Renda; dispõe sobre medidas complementares para enfrentamento do estado de calamidade pública reconhecido pelo Decreto Legislativo.

Ouça:

 

Quanto as admissões e demissões contabilizadas neste período de pandemia, o presidente do Sindicato revela que o saldo é negativo. A nível de estado, entre os meses de abril e julho, 400 mil trabalhadores foram demitidos e isso causa preocupação.

Ouça:

Fonte: Rádio Barriga Verde
Foto: Rádio Barriga Verde