Depressão na quarentena: Psicóloga do CAPS da dicas de como lidar com esta doença neste período

Depressão na quarentena: como lidar

Com mais de 12 milhões de pessoas com depressão, segundo dados da Organização Mundial da Saúde (OMS), o Brasil é o país da América Latina com o maior contingente de indivíduos com o problema – são mais de 264 milhões no planeta.

De acordo com a coordenadora e psicóloga do CAPS microrregional de Ouro, Tamandra Cristina Lazaroto, a depressão é um transtorno mental, e o momento de isolamento social decorrente da pandemia do novo Coronavírus pode agravar esse quadro.

Ouça: 

 

Esta doença desperta alguns sintomas que podem ser notados por familiares e amigos, como por exemplo, humor depressivo, autodesvalorização, sentimento de culpa e pensamentos suicidas; falta de energia, preguiça ou cansaço excessivo; insônia, apetite diminuído ou aumento do apetite; redução do interesse sexual; dores e sintomas físicos como mal-estar, cansaço, queixas digestivas além de dor no peito. 

Como ajudar uma pessoa com depressão?

 

– Converse com a pessoa, ouça-a com a mente aberta e ofereça seu apoio.

– Incentive a pessoa a procurar ajuda de profissionais de serviços de saúde, como CAPS, Unidades Básicas de Saúde.

– Se você acha que essa pessoa está em perigo imediato, não a deixe sozinha.

– Se possível, assegure que a pessoa não tenha acesso a meios de provocar a própria morte.

– Mantenha contato com a pessoa e a acompanhe.

Fonte: Rádio Barriga Verde
Foto: Ilustrativa