Demora no atendimento na Emergência do HNSD gera mal estar em Capinzal

A movimentação na Emergência do Hospital Nossa Senhora das Dores de Capinzal aumentou consideravelmente neste início de ano. Os ESFs do município estão atendendo em turno único e isso tem contribuído para o aumento da demanda no hospital.

Nesta terça-feira, dia 05, houve muitas reclamações relacionadas a demora no atendimento dos pacientes que, dependendo da classificação da emergência tiveram que esperar por mais de cinco horas e muitos desistiram. A revolta foi tanta que a Polícia Militar chegou a ser acionada para mediar o conflito gerado entre pacientes e os profissionais de saúde.

A irmã Adelaide Frigo, administradora do hospital, informou que um paciente internado com coronavírus, teve complicações e precisou ser estabilizado e transferido para a UTI do Hospital Maicé de Caçador. Durante este atendimento, a médica de plantão precisou acompanhar o paciente que corria risco de morte e os demais médicos estavam realizando cirurgias que já estavam agendadas. A administradora afirmou ainda que foi solicitado apoio da Secretaria da Saúde de Capinzal, mas que a demanda no Centro de triagem de Covid-19 também estava muito grande e não foi possível disponibilizar mais um médico.

Por fim a irmã Adelaide reafirma a importância das pessoas buscarem atendimento no hospital apenas em casos de emergência para que situações como as verificadas nesta terça-feira (05) não se repitam.

Ouça:

Fonte: Rádio Barriga Verde
Foto: Rádio Barriga Verde