Capinzal: Conclusão do inquérito sobre suposta fraude em licitação aguarda inquirição de investigado

Capinzal – A Polícia Civil de Capinzal aguarda o retorno da carta precatória encaminhada à comarca de Concórdia para inquirição do investigado no inquérito sobre suposta fraude em processo licitatório no município de Capinzal. De acordo com a delegada de polícia da comarca de Capinzal, Fernanda Gehlen da Silva, foram realizadas todas as diligências possíveis através da delegacia e a conclusão do inquérito aguarda o interrogatório do investigado.

Ela conta que a carta precatória foi enviada para Concórdia a fim de ser ouvido, mas até o momento não foi cumprida. “Foi solicitada prioridade porque o processo licitatório, segundo as informações da prefeitura, está parado aguardando a conclusão do procedimento”, detalha.

O caso ocorreu no início deste mês de julho. A administração municipal de Capinzal acionou o Ministério Público e a Polícia Civil durante uma possível fraude de um processo licitatório. De acordo com o secretário de Administração e Finanças do município, Ivair Rodrigues, durante a abertura dos envelopes com as propostas para obra de engenharia para recuperação de área ambiental, cujo investimento ultrapassa os R$ 300 mil, um dos participantes teria percebido que o concorrente teria substituído o envelope – já com o procedimento em andamento -, com a respectiva proposta ao tomar conhecimento de que não seria o único participantes do certame.

Acionada a Comissão de Licitações, buscou-se a solução do impasse de forma administrativa, o que não foi possível diante da recusa do suposto envolvido. Diante disso o fato foi comunicado à Promotoria Pública e a Polícia Civil, sendo que esta esteve na prefeitura onde fez o recolhimento de toda a documentação referente à licitação.

Rodrigues destaca que a denúncia de possível alteração de documentação, fraude ou burla do processo licitatório é grave. “Tentamos resolver administrativamente os fatos,  mas não houve êxito.

O secretário reitera que, diante da gravidade da acusação do ato e se assim foi confirmado por parte da investigação serão tomadas todas as medidas administrativas cabíveis. “Licitação é algo muito sério, nós sempre tratamos isso com uma seriedade muito grande por parte da comissão de licitações e tomamos as medidas que nós achávamos que eram necessárias naquele  momento diante de uma acusação tão grave”, concluiu.

A licitação está suspensa até a elucidação dos fatos por parte da Polícia Civil.

 

Fonte: Rádio Barriga Verde
Foto: Rádio Barriga Verde