Associação de criadores de abelhas sem ferrão busca regularização da atividade

Legislação permite que pessoa tenha até 50 caixas com o inseto em casa. Cada uma pode produzir até quatro quilos de mel por ano.

Os criadores de abelhas sem ferrão buscam a regularização da atividade em Blumenau, no Vale do Itajaí. A legislação atual permite que uma pessoa tenha até 50 caixas com o inseto em casa. Cada uma pode produzir até quatro quilos de mel por ano.

A criadora Fabiana Barros tem em casa 30 caixas e faz parte da Associação de Meliponicultores de Blumenau. São 180 associados no total. “Justamente para a gente poder fazer com que a meliponicultura seja reconhecida como uma atividade socioambiental importante”. afirmou.

“Para você trabalhar só com essas 50 caixas ainda não é viável. A gente precisa disso, de estatísticas, de técnicas aperfeiçoadas para criação e para a preservação dessas abelhas”, contou.

Cultivo em casa

Ela começou a atividade há dois anos. Tudo fica na varanda da casa dela. “Essa espécie de abelhas Meliponas são próprias para você ter em casa mesmo, em meio urbano inclusive”, disse Fabiana.

“Ainda mais em Blumenau que, como eu vivo falando, Blumenau já é um jardim de mel natural, pela florada que tem, pelas árvores, pela preservação”, continuou.

Cada colmeia que fica dentro de uma caixa possui cerca de 5 mil abelhas. Para extrair o mel, usa-se uma espátula e uma seringa.

Fonte: G1 SC
Foto: Ilustrativa